Limp Serv Conservação e Serviços Ltda. 

Qualidade e Transparência em Terceirização de Serviços desde 1999.

(11) 3836-1108 / 3836-2880 /

 

3644-3061 / (11) 99952-3499

Limp Serv® NA GUERRA CONTRA O AEDES AEGYPTI

Faça a sua parte no combate ao Aedes aegypti

O Combate à Dengue é uma responsabilidade dos órgãos públicos e de toda população.

O mosquito da dengue (aedes aegypti) se reproduz em qualquer lugar que houver condições propícias (água parada limpa ou pouco poluída).

A conscientização da população e a tomada de medidas são de fundamental importância para a redução e, quem sabe, a erradicação desta doença do Brasil.

Medidas de Combate à dengue (para eliminar os criadouros e evitar a reprodução e proliferação do aedes aegypti)

 

- Não deixar água parada em pneus fora de uso. O ideal é fazer furos nestes pneus para evitar o acúmulo de água;

 

- Não deixar água acumulada sobre a laje de sua residência;

 

- Não deixar a água parada nas calhas da residência. Remover folhas, galhos ou qualquer material que impeça a circulação da água.

 

- A vasilha que fica abaixo dos vasos de plantas não pode ter água parada. Deixar estas vasilhas sempre secas ou cobri-las com areia;

 

- Caixas de água devem ser limpas constantemente e mantidas sempre fechadas e bem vedadas. O mesmo vale para poços artesianos ou qualquer outro tipo de reservatório de água;

 

- Vasilhas que servem para animais (gatos, cachorros) beber água não devem ficar mais do que um dia com a água sem trocar;

 

- As piscinas devem ter tratamento de água com cloro (sempre na quantidade recomendada). Piscinas não utilizadas devem ser desativadas (retirar toda água) e permanecer sempre secas;

 

- Garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo. Se não forem usados devem ser embrulhados em sacos e descartados no lixo (fechado).

 

- Não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada;

 

- As bromélias costumam acumular água entre suas folhas. Para evitar a reprodução do mosquito, o ideal é regar esta planta com uma mistura de 1 litro de água e uma colher de água sanitária.

 

- Sempre que observar alguma situação (que você não possa resolver), avisar imediatamente um agente público de saúde para que uma medida eficaz seja tomada. 

Dicas práticas para combater o mosquito da dengue:

Uma vez por semana, efetuar inspeção e limpeza de todos os pontos que apresentam risco de presença de ovos e larvas dentro e no entorno da sua casa, como caixas d’água, vasos sanitários, bandeja de geladeiras e de ar condicionado, vasos de plantas, filtros de água, calhas e lajes, entre outros.

O que fazer para combater a dengue:

- Vasos de plantas – eliminar a água dos pratinhos e preencher com terra ou areia. Não utilizar bolotas de argila;
- Vasos com flores de corte – trocar diariamente a água;
- Filtros ou potes de água – manter limpos;
- Caixa d’água – vedar com tela de mosquiteiro, amarrada com elástico ou arame, pois o mosquito consegue penetrar entre a caixa e a tampa;
- Tambores, bombonas, barris e latas – manter virados, para não acumular água;
- Baldes e bacias – manter virados, para não acumular água;
- Bandejas de geladeira e de aparelhos de ar condicionado – manter limpos e secos;
- Ralos – manter limpos, fechados ou telados;
- Piscinas – manter limpas, com a água clorada;
- Manter os vasos sanitários sempre fechados e com cândida;
- Vasos sanitários pouco utilizados – acionar a descarga diariamente. Efetuar limpeza com escova e colocar cândida, pelo menos uma vez por semana;
- Caixas de descarga sem tampa e sem uso diário – tampar e acionar a descarga diariamente;
- Calhas – manter limpas, sem acúmulo de água;
- Lajes – manter limpas e secas;
- Aquários – manter cobertos com tela fina, amarrada com elástico ou arame;
- Bebedouros de animais – lavar com escova e trocar a água diversas vezes ao dia;
- Oco de árvores e cercas de bambu – esgotar a água acumulada e preencher com terra ou areia fina;
- Locais externos, com acúmulo de água, como postes de iluminação – esgotar a água e preencher com terra, areia ou pedriscos, inclusive em parques e jardins;
- Instalar tela de proteção em portas e janelas.

IMPORTANTE

• Forme um conselho de bairro para fiscalização dos arredores. Havendo necessidade, entre em contato com a Secretaria de Saúde ou Vigilância Sanitária do seu município, para informar sobre imóveis ou veículos abandonados, terrenos baldios e áreas contendo lixo e água empossada.
• Converse com seus vizinhos
• Oriente seus filhos
• Não acumule lixo
Fonte: ASPDM